Diário de bordo de São Paulo - Quarto dia

30 julho 2011


Domingo foi o típico dia de viagem que desafia o roteiro de todas as formas possíveis e imagináveis. Nosso primeiro probleminha foi com o despertador. Não, não é que não tenhamos acordado quando ele tocou; é só que ele tocou depois do que tínhamos planejado. Como isso aconteceu? Bem, é um mistério que não desvendamos até hoje. A idéia inicial para o dia era um piquenique no Parque do Ibirapuera à guisa da café da manhã, mas chegamos lá tão tarde que acabou virando uma espécie de almoço-disfarçado-de-café-da-manhã.

Ficamos por uma ou duas horas deitadas à sombra de uma árvore, jogando conversa fora e comendo. E comendo. E comendo. O astro da refeição, pra mim, foi o Kit Kat que comprei na Cepam – outra coisa que eu não fazia idéia de que tinha no Brasil. É possível até que tenha em Florianópolis e eu ainda não tenha sido informada, haha. Também tiramos uma boa quantidade de fotos, possivelmente as mais bonitas de toda a viagem. Uma das minhas preferidas foi uma que tirei da Gabi e que agora ela usa praticamente em tudo quanto é canto!

Lembram que eu disse no post introdutório da viagem que fui pra São Paulo preparada pro mais rigoroso dos invernos? Pois bem, esse foi o segundo probleminha do dia. Estava um calor infernal e nós estávamos de calças jeans, porque nem Dynha e nem eu levamos um bendito short ou algo que o valha. Gabi foi na nossa onda e saiu de jeans também. Acabamos desistindo de fazer a caminhada que tínhamos planejado pelo e batemos em retirada um pouco mais cedo.

A idéia, então, era assistir ao malfadado jogo do Brasil contra o Paraguai. Vocês ainda devem lembrar vividamente como a partida foi ruim, então é óbvio que fizemos praticamente de tudo enquanto ela rolava. Dynha resolveu dar um jeito nas unhas. Eu fiquei namorando a coleção infinita de esmaltes da mãe da Gabi. Gostei especialmente de um modelo da Colorama chamado Rosa Colonial, que eu não conhecia até então. Parece uma informação inútil? Sim, eu sei que parece. Mas ela será relevante num futuro próximo, então tratem de guardá-la com carinho na memória.

Brasil vergonhosamente eliminado, comentários e críticas devidamente feitos no Twitter e lá fomos nós nos arrumarmos para uma jantinha no Outback. Quando estávamos prontas fomos ligar pro táxi e... Ele não atendeu. Mesma coisa com o segundo. Mesma coisa com o terceiro. E a mesmíssima coisa com qualquer um que veio depois deles, pra falar a verdade. Foi o terceiro e derradeiro problema do dia. Não conseguimos sair, conforme o planejado. A solução foi pedir uma pizza – não que seja de todo ruim, bem pelo contrário – e ficar jogando conversa fora em casa, mesmo. Como eu brinquei no Twitter, fomos de Harry Potter ao nazismo, e do nazismo à Copa do Mundo do ano passado.

O lado bom foi que eu consegui dormir num horário decente pela primeira vez em dias!

9 comentários

  1. Siim, até hoje o mistério não foi resolvido! Despertador super nos trollando, o que gerou o almoço mais nutritivo da minha vida, haha!

    A foto não está em praticamente tudo quanto é canto, My, ela está em TUDO que é canto mesmo, haha, sem o praticamente.

    Há, eu sei porque o esmalte é importante, mas não vou contar spoilers, prometo! :P

    Sobre o jogo do Brasil, eu não comento n-a-d-a! Quatro, q-u-a-t-r-o, como pode?! hahaha

    Esperando os outros posts =)

    Beijão, My, saudade!!

    ResponderExcluir
  2. HAHAHA, mas legal mesmo foi o despertador do dia seguinte, né? Ele merece menção honrosa no próximo post, não posso esquecer. :P

    E eu acho digno essa foto aparecer em todo canto mesmo, todo mundo precisa saber o quão gatíssima é minha musa inspiradora. <3

    Também tou com saudades, amor. Muitas. :***

    ResponderExcluir
  3. Eu tinha esquecido completamente do despertador nos trollando. E esse dia foi tenso, me senti desidratando dentro da minha calça jeans e da minha blusa preta!! E o mais engraçado é que depois q a gente chegou em casa, o tempo meio q começou a virar e a fazer frio. Vai entender. Ainda bem q peguei pra fazer minhas unhas nesse jogo, por que ele tava uma porcaria das grande!

    E AH.... SAUDADES DE VCS, SUAS LINDAS!

    ResponderExcluir
  4. Fazer acrobacias e se dependurar no lustre pareciam atividades mais convidativas que assistir ao jogo do Brasil, hahaha. :P

    ResponderExcluir
  5. Adoreiiii aquela foto da Gabi! Tá muuuito, muito fofa!
    Todas as fotos do passeio (que eu vi) ficaram lindas, na verdade *-*

    E que mistério com esse esmalte, hein! HUAHUAHUA =D

    ResponderExcluir
  6. Poxa fiquei super curiosa sobre o esmalte! rs rs rs

    O que é Kit Kat? Não faço idéia, rs.

    Parece bonito mesmo o parque. Prefiro muito mais uma pizza do que o outback,rs.

    Mais uma vez nem soube desse jogo, rs.

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  7. HAHAHA, descobri meu talento pra fotógrafa em São Paulo, Gabizinha! :D

    Logo logo o mistério do esmalte será desvendado. XD

    ResponderExcluir
  8. Kit Kat é um chocolate MUITO BOM, Ju. Meio parecido com o Bis, na minha opinião.

    Meu negócio com o Outback é mais curiosidade em relação ao ambiente do que a comida em si. Fiquei tão frustrada de não ter conseguido ir lá. :/

    :*

    ResponderExcluir
  9. Muito bacana! So faltou um link para o site oficial do parque: http://www.parqueibirapuera.org/ Lá encontrei todas as dicas de programacao da semana.

    ResponderExcluir