Diário de bordo de São Paulo - Segundo dia

26 julho 2011


O segundo dia de viagem foi o mais preguiçoso de toda a semana. Primeiro, é claro, por conta do cansaço do dia anterior. Segundo porque foi o único em que Dynha e eu passamos quase que totalmente sozinhas, sem as nossas queridas guias. Tanto Gabi quanto Mari tinham assuntos a resolver, então nem nos arriscamos a explorar muito a cidade. O engraçado é que a (pouca) dinâmica do dia acabou se refletindo nas fotos, e foi difícil até pra escolher a que abre o post. Sério!

Saímos de casa por volta da hora do almoço e fizemos uma parada do Habib’s que ficava perto da nossa estação de metrô. Depois fomos pra lá: Gabi parou algumas estações antes da gente e Mari nos levou até a Avenida Paulista. Como a Dynha comentou em todas as vezes que estivemos lá, ali sim caiu a ficha de que estávamos em São Paulo.

(Não que eu já não conhecesse a Paulista. Há dois anos estive na cidade a trabalho e, no caminho de volta, sempre tinha que passar por ela. Só que eu sempre passava à noite, com o trânsito infernal e tudo mais. Se já babava naquela época, com a iluminação noturna, imaginem meu estado quando vi a avenida sob a luz do sol pela primeira vez.)

Nossa parada foi no Pátio Paulista, shopping muito bonitinho que fica nas proximidades da avenida. A escolha do local não foi nossa: um pessoal do 6V, fórum de Harry Potter que eu freqüento, tinha combinado de se encontrar lá. Iriam assistir ao filme – alguns pela segunda vez! - e a Cah estava entre eles. Acontece que eles chegaram bem mais tarde do que nós pensamos que chegariam, o que nos rendeu algumas boas horas de espera e de voltas no shopping.

Lógico que a primeira loja a ser visitada foi a Saraiva. Fiquei tentada a levar vários pockets gringos, mas me contive, já que visitar a Cultura estava nos nossos planos também. Comprovei que existe Havanna no Brasil e Dynha comprou alguns alfajores de lá. Foi então que tive meu primeiro ímpeto consumista da viagem: encontrei um colar com pingente de coroa absurdamente lindo e, sem pensar duas vezes, comprei. Mas não me condenem, amigos, eu já queria um desses há tempos, beleza?

O pessoal começou a aparecer lá pelo fim da tarde. Primeiro Mari, depois Gabi, e então Cah e o resto do pessoal do 6V. E cara, que pessoal bonito e engraçado! Queria ter conversado melhor com todo mundo, mas era muita gente e eu fiquei meio tímida – mesmo que não tenha demonstrado. Além disso, não fiquei com eles tanto quanto gostaria; eles tinham o filme e a gente não podia voltar tarde pra casa. Acabei saindo de lá sem fotos. Mas paciência. Teremos outras oportunidades, espero.

Mesmo que ainda não soubéssemos, a noite desse dia também foi a nossa despedida da dona Mari. Ela tinha compromissos na cidade-natal que estava tentando adiar, mas não conseguiu e teve que ir embora. Foi meio dramática a história: chegamos em casa e tinha um e-mail enorme dela na caixa de entrada da Gabi, explicando as circunstâncias da partida repentina. Foi triste, sim, mas meio engraçado, também. Ficamos com saudades dela pro resto da semana!

10 comentários

  1. Queria ter conversado mais com você, também, pra dizer que adoro seu blog, haha. Mas sério, apesar de toda a confusão que deu com os ingressos e eu mal ter tempo de sentar com o pessoal antes do filme, eu achei você muito legal. <3
    (não, não estou falando isso porque você falou do meu colar de coroa, HAHAHA)

    ResponderExcluir
  2. Awn, que amor! Qualquer coisa sobre o blog, tu sabe onde me encontrar, né? E reforço, o colar é muito digno, haha.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. nesse dia a gente ia ver a Lolly, mas acabou q ela nao foi no evento de Cosplay...

    e soret q foi um dia mais tranquilo, pq estavamos acabadas...

    e Mari mto feia nos abandonou...foi tristeeeeee

    e mancada minha, nem tirei foto com a Cah!

    ResponderExcluir
  4. Eu juro que li convento de cosplay, oi, hahaha.

    ResponderExcluir
  5. Poxa até eu fiquei com vontade de conhecer SP :)

    Adorando seu relato!!!

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  6. Ah, a Pauliiiista *-* Minha mãe, sempre que passeia por lá, grita: "Eu amo a Pauliiiistaaaa!" haha
    Eu grito também, mas só por dentro XD

    Eu voto por uma foto com o colar, hein!

    ResponderExcluir
  7. Tua mãe tem toda a razão em fazer isso, Gabizinha. Mas eu sou como tu, fico surtando por dentro. HAHAHA.

    Tirei uma foto do colar, vou botar no Facebook pra ti! o/

    ResponderExcluir
  8. Eu sou uma das sem foto, mimimimi ._.

    ResponderExcluir
  9. Tu foi a que me deixou mais triste por não ter tirado foto, sabia? :~

    (L)

    ResponderExcluir