Intercâmbio em Londres: a experiência da Andrea

26 agosto 2012


Podem confessar aí: os posts de que vocês mais sentiram falta durante os meses em que estive atribulada com as coisas da faculdade foram os de entrevistas com os intercambistas, né? Hahaha. Mas agora vocês já podem respirar aliviados, porque eles estão de volta! E para um retorno em grande estilo, a conversa é com uma moça que passou alguns meses na capital inglesa.

Andrea tem 25 anos e mora em Brasília. É formada em Relações Internacionais, mas enquanto o emprego dos sonhos não chega, ela procura estudar, se ocupa com fotografia e mantém um blog. E é no blog, aliás, que vocês podem ver como essa empreitada dela pelo mundo da fotografia vem se saindo. Tem cada foto bonita que dá vontade de compartilhar tudo no Tumblr de uma vez!

Como é de praxe, todo mundo aí que já fez intercâmbio está mais do que convidado para relatar como foi a experiência fora de casa. É só entrar em contato. Já aos futuros intercambistas eu sugiro bombardear nossa convidada com tudo que é tipo de pergunta! A caixa de comentários tá aí pra isso e eu vou tentar mediar a conversa da Andrea com vocês na medida do possível.


Por que Londres?

Desde pequena eu recebo influencias inglesas. Cresci escutando The Beatles, que era uma das bandas favoritas do meu pai, mas acho que a maior delas foi mesmo das Spice Girls, hahaha! Comecei a me interessar pelo país, procurava sempre acompanhar as notícias e cada vez mais me interessava pela cultura, aumentando ainda mais minha vontade de conhecer o Reino Unido e aprender inglês britânico. Sempre falava para meus pais que não queria fazer cursinho de inglês aqui no Brasil (não tinha Cultura Inglesa na minha cidade), já que eu queria aprender o verdadeiro inglês em Londres. Nos meus 15 anos pedi de presente uma viagem para lá, o que não deu certo já que o real estava super desvalorizado e sair do Brasil estava inviável. Anos depois comecei a cursar Relações Internacionais e a necessidade do inglês começou a pesar, tive que procurar um método rápido e eficaz de aprender a língua. Pensei em outros locais, motivada principalmente pelo preço, mas a vontade de ir pra Londres era maior. Comecei a pesquisar as vantagens que seria fazer intercâmbio em Londres e a maior delas foi a permissão de trabalho para estudante, o que não tinha nos outros países. Então meio que juntou a fome com a vontade de comer e eu embarquei pra Londres!


Como foram os preparativos para o intercâmbio?

Como eu disse acima, estava procurando um método rápido para aprender inglês, já que muitos dos meus textos/livros que eu lia na faculdade eram nessa língua e eu nunca tinha entrado em um cursinho. Estava em dúvida entre Canadá, EUA e Inglaterra, mas infelizmente nos dois primeiros países estudante não recebia autorização de trabalho e eu tinha combinado com minha mãe que ela pagava o curso, mas eu tinha que me manter lá. Então, com o destino definido, começou a odisséia entre as agências de turismo à procura de escolas de idioma. No final escolhi a CI e lá eles fizeram todo o trabalho da matrícula, acomodação para o primeiro mês em casa de família e passagem. Fora isso, muita pesquisa pela internet, principalmente nas comunidades do Orkut (recomendo muito, pra quem ainda tem) e muita reza para a libra se desvalorizar.

Escola e acomodação para o primeiro mês marcados, só faltava o visto. Marquei com um despachante para me ajudar com a papelada, mas no final ele não ajudou praticamente em nada. Do tanto que eu tinha me informado já sabia mais que ele! Em 2008, para tirar visto de estudante com duração maior que 6 meses, você tinha que ir a um dos escritórios da World Bridge no Brasil entregar os documentos. Sorte minha que tem um aqui em Brasília, porque se não tiver na sua cidade você tem que ir pra uma delas tirar as digitais, nada de enviar pelos correios, como era antes. Meu visto demorou mais ou menos uma semana pra sair (devolvem pelos correios) e acho que foi um dos maiores alívios da minha vida!

Depois do visto, chegava a hora mais chata, pelo menos pra mim: arrumar a mala. Como eu ia chegar no meio do verão, não me preocupei muito com roupas de frio, levei apenas alguns suéteres e cardigans pra usar se esfriasse um pouco mais, o resto comprei lá, vale muito mais a pena!



Como foi a tua vida de intercambista? As melhores partes e as nem tão agradáveis assim?

Alguns dias não eram tão emocionantes, como as pessoas imaginam que seja uma vida de intercambista. Aqueles dias em que você está desesperada pra resolver algum problema, longe da família, em um país que você sempre será mais uma estrangeira e sem dominar a língua, não eram tão agradáveis assim. Por exemplo quando tive que achar um lugar pra morar nos outros 6 meses ou passar dias procurando um emprego que não interferisse nos meus horários de estudo. Nessas horas a primeira coisa que você pensa é jogar tudo para o alto e voltar para o conforto da sua casa. Mas um intercâmbio não seria completo sem esses desafios, que na verdade devem ser vistos como crescimento pessoal.

Mas lógico que as partes agradáveis super compensam. Você vai conhecer pessoas de países que você nunca imaginou que conheceria! Achava isso demais e, como boa internacionalista, queria saber de tudo: como era no seu país, cultura, o que estava achando de Londres, tudo mais. Acho que uma das minhas maiores “vítimas” foi uma amiga do Irã: era minha oportunidade de saber tudo sobre esse país tão polêmico sob os olhos de uma nativa!

Além disso, não podia esquecer que eu estava em Londres! Às vezes quando eu me sentia entediada e com nada pra fazer, era só pegar um metrô para Oxford Street ou me perder um pouco na cidade e pronto! O dia já estava ganho! Uma caminhada pelo South Bank cura todas as chatices.



Como foi lidar com o inglês?

Eu nunca tinha estudado inglês antes, minha base era aquele B-A-BA de colégio e as musicas que sempre me ajudaram muito, já que eu sempre buscava saber o que eles falavam pra não sair cantando besteiras por aí. Mesmo assim foi aquele choque! Logo na chegada tive que resolver um pepino: a Air France simplesmente esqueceu minha mala em Paris, onde eu tinha feito escala. Lembro que o homem não me entendia, eu não entendia ele, comecei a falar espanhol, misturei com inglês e todas as outras línguas imagináveis. No final consegui me comunicar e, o mais importante, minha mala.

Chegando em casa (passei um mês em casa de família), tive que enfrentar 3 britânicas falando inglês toda hora e uma
roomate russa. Pra completar, o que eu menos esperava: não tinha nenhum brasileiro na minha escola! Então o primeiro mês foi aprender inglês ou aprender inglês! Foi bom porque meu inglês alavancou muito em pouco menos de um mês! Depois disso você começa a se acostumar tanto com o idioma quanto com o sotaque (um dos maiores medo de quem vai pra lá).


Quais são os lugares imperdíveis a serem visitados em Londres, na tua opinião?

Se você tem muito tempo na cidade (acima de 10 dias), recomendo caminhar muito! Londres não é uma cidade grande como São Paulo ou Nova York e todos os pontos turísticos estão concentrados bem próximos um ao outro. Então o melhor é ir descobrindo a cidade enquanto caminha. Mas, se você não tem todo esse tempo e tem um roteiro já preparado antes da viagem, acredito que lugares como Parlamento, London Eye e Tower Bridge são obrigatórios. Alguns outros locais como Covent Garden, Camden Town, Portobello Road e Brick Lane aos domingos são imperdíveis! Não sei explicar, mas nesses lugares eu sentia que realmente estava em Londres.

Recomendo comer um verdadeiro
fish and chips em um verdadeiro pub londrino (tem um em cada esquina, mas eu gostava muito do Wetherspoon, que realmente tem em todo canto) e assistir a um musical, que não é uma Broadway, mas tem a mesma qualidade (na saída da estação da Leicester Square tem umas bancas que você encontra ingressos pela metade do preço)!

A maioria dos museus em Londres são gratuitos e o meu preferido foi o The National Gallery. O museu em si já é uma obra de arte!

Com relação a compras, se você tem muita paciência, recomendo a Primark, onde você realmente vai achar peças baratas. Zara lá é paraíso, nem parece com a do Brasil! Acredito também que é um dos melhores lugares pra comprar peças de luxo, como Chanel, Burberry (tem a loja da fábrica lá!), Dior, entre outras.

Agora uma dica pra quem gosta de música: sacrifique um dia seu em Londres e vá para Liverpool. Os pubs de lá dão de dez nos da capital e de quebra você ainda vai conhecer a cidade dos Beatles. Impossível não cantarolar todas as músicas deles enquanto caminha!

48 comentários

  1. Maas q máaagico heein!! *---------* Uma pergunntinha o q é '' pubs ''??! rs'
    xxxo

    ResponderExcluir
  2. Peguei uma definição da Wikipedia mesmo porque ficaria mais completo do que explicando nas minhas próprias palavras, Di:

    "Pub, deriva-se do nome formal inglês 'public house'. É um estabelecimento licenciado para servir bebidas alcoólicas, originalmente em países e regiões de influência britânica. Embora o termo haja diferentes conotações, há pequenas diferenças entre pubs, bares, botecos e tavernas, todos eles onde bebidas alcoólicas são comercializadas."

    Espero que tenha ajudado, querida. :3

    :*

    ResponderExcluir
  3. Wow, posso dizer que senti um pouco de inveja? rs. Meu sonho de consumo gente. Mal posso esperar pelo dia que em que eu vou ter a minha chance de fazer um intercâmbio para Londres.
    Eu conheço vários Pub's aqui em São Paulo, mas tenho certeza que não se comparam com o londrino hein. Ah! Sempre dizem que dá pra comprar muita coisa lá sem gastar muito. Ai, eu preciso me preparar (e muito bem) financeiramente, rs. :D

    Beijos,
    Mih.

    ResponderExcluir
  4. Adoro ler histórias dos itercambistas!
    Só me dá um dor no coração por não ter enfrentado os primeiros problemas e apriveitado melhor minha chance D:

    ResponderExcluir
  5. Cara, não tens noção da minha loucura quando encontrei teu blog! Eu sou louca pra conhecer Londres há muito tempo, é um dos meus maiores sonhos. Nem tenho um motivo (como a Andrea que gostava de Beatles, por exemplo, apesar de eu adorar os Pistols...), mas sou obcecada! Eu vou REVIRAR teu blog agora mesmo e anotar tudo que eu puder hahahahaha. Não planejei isso desde o começo, porque sempre achei que deveria viajar depois de me formar, mas há uns tempos resolvi que queria passar pelo menos um mês lá e tentei conversar com meus pais, só que a verba tá difícil agora e não tenho renda própria. ENFIM, acho que já me extendi muito. LINDO teu blog e mais ainda a ideia que ele traz! Vou acompanhar a partir de agora. Btw, eu moro em Floripa também!

    Beeeijos!
    http://ruivices.com

    ResponderExcluir
  6. todo mundo ama essa inglaterra por causa dos beatles né! kkkkk

    ResponderExcluir
  7. Mesma coisa aqui, viu, Michelly? Esses relatos da galera que já foi pra Londres me deixam babando. :P

    Eu gosto de pubs (e de bares no geral) e acho que depois de umas cervejas tanto faz o que é melhor e o que não é! HUAHUAHUHA. Tá, tou brincando.

    :*

    ResponderExcluir
  8. Ai, menina Mônica, que vontade de te abraçar! <3

    ResponderExcluir
  9. Hahaha, seja bem-vinda então, Electra! Espero que o blog seja de ajuda, apesar de que eu ainda tenho um tantão de coisas pra aprender e pra postar nele. Aliás, é sempre tão bom encontrar gente que mora em Floripa via internet! Especialmente com gostos tão parecidos. :) Se quiser me adicionar nas redes sociais da vida pra gente conversar, vai ser um prazer!

    :*

    ResponderExcluir
  10. Bem, eu não, Martina! HAHAHA. Nem dou bola pros Beatles. Mas realmente, eles inspiram um bocado de gente a querer conhecer a Inglaterra. Inegável. :P

    :*

    ResponderExcluir
  11. Adorei o post. Estou indo mês que vem passar uns dias na terra da rainha, e estou super nervosa. Meu inglês é intermediário (leio e escrevo bem, mas falo e entendo razoável apenas), e estou morrendo de medo da imigração, de não entender tudo o que o oficial me perguntar :(

    Ficarei oito dias. alguém mais está indo entre 27/09 e 05/10?

    ResponderExcluir
  12. Tenho quase certeza de que tu pode pedir por um intérprete na emigração, Naimera. Claro que tem aquela coisa da gente querer treinar o inglês, mas num momento tão delicado eu não pretendo me arriscar não.

    Boa viagem! <3

    :*

    ResponderExcluir
  13. Eu já conheço o blog Toffee Drops a algum tempo e adoro o conteúdo do blog, tenho ele na minha categoria de blogs de fotografia rs acho que todo mundo tem um sonho de viagem e o meu não é Londres, não!! DD:

    Calma, rs eu sou louco pra conhecer Paris, acho a arquitetura do Museu do Louvre incrível e meu sonho é conhecer aquela cidade e aquele lugar.. e acredito nos meus sonhos, um dia, talvez até ano que vem eu ponha meus pés lá!!

    Acabei de conhecer o teu blog graças ao grupo do #DDQ e adorei..

    Beijos, te espero lá pelo:)
    www.estiloatrevidos.com

    ResponderExcluir
  14. Ahá, mais um fã das fotos da Andrea então! <3 Ainda bem que não tou sozinha nessa, viu, Alek? E Paris é maravilhosa! Torcia o nariz pra cidade quando era mais nova, mas depois que a estudei mais profundamente, passei a admirar muito. Aliás, todo mês eu posto de textos em que os leitores contam um pouco sobre seus sonhos em formato de viagem. Se tu quiser escrever um sobre Paris, tá mais do que convidado! :)

    Muito obrigada pela visita. <3

    :*

    ResponderExcluir
  15. Cheguei de Londres semana passada e já quero voltar! Londres é mágico, perfeito, não tem palavras pra descrever!

    ResponderExcluir
  16. Obrigada Mylla! Em breve é você quem estará indo :*

    ResponderExcluir
  17. Ai, Camilla, que sonho! <3 Tu ficou lá por quanto tempo? Tou aceitando ver as fotos, viu? :P

    :*

    ResponderExcluir
  18. Espero que sim, Naimeria. Todos torcendo! Haha. :D

    :*

    ResponderExcluir
  19. enfim .. só aumenta nossa vontade de se jogar em uma viagem haahha

    www.garotasdoseculo.com

    ResponderExcluir
  20. Gente sou eu!!! Ai que saudades de Londres, oh lugar maravilhoso!! Tenho certeza que a próxima é vc Kamylla!!!
    Obrigada por ceder um espacinho no seu blog pra eu contar minha experiência!!!
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  21. HAHAHA, tardei mas não falhei publicando a entrevista, Andrea! E eu que agradeço tua disponibilidade e apoio, querida. <3

    :*

    ResponderExcluir
  22. Parece ser mesmo, bieulzinlima. :)

    ResponderExcluir
  23. Dá vontade de sair de casa e ir logo para Portugal (para vc ir para Londres). Mas adorei a entrevista com a Intercambista Andrea.

    Mylla sempre bom está em Londres (mesmo não estando lá) mas estando no seu blog rs.

    ResponderExcluir
  24. Nossa, muito bom. Acho que todo estudante deveria fazer intercambio. Experiência fantástica!

    ResponderExcluir
  25. Ai, Rodrigo, eu iria pra Portugal também, viu? HUAHUAHAHUA. De fato, estou tentando. Vamos torcer para que eu consiga!

    E que fofo, hahaha. <3

    :*

    ResponderExcluir
  26. Concordo tanto contigo, Epifânico! Acho tão importante sair e conhecer o mundo quanto ficar e se afogar em livros, haha. :)

    :*

    ResponderExcluir
  27. Que bom, Indira! Tem muitos outros desse tipo aqui no blog, quando puder, dá uma olhada. =)

    :*

    ResponderExcluir
  28. Francamente, eu sempre gostei do exterior. Você pode dar esse ar de experiência de como é morar lá fora! Muito obrigado por isso.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  29. Adoro ler esse tipo de matéria, sempre da mais e mais vontade de fazer um intercambio! Quem sabe no futuro?

    ResponderExcluir
  30. Gostei muito hein! muito bacana,uma espécie de entrevista,muito obrigado por comentar sempre no meu blog,vejo que você comenta com vontade mesmo,e não por obrigação! bjs

    ResponderExcluir
  31. Deve ser simplesmente incrível. Meu sonho é fazer uma intercâmbio na Europa. O lugar já é maravilhoso em revistas, TV e fotos...imagina ao vivo!!!!

    ResponderExcluir
  32. Sensacional, gostaria de fazer um intercâmbio também, mas para um país mais excêntrico.

    ResponderExcluir
  33. muito legal as dicas, desde que eu vi a série "doctor who" sinto vontade de conhecer londres.

    ResponderExcluir
  34. a maioria dos países da europa valem a pena conhecer

    ResponderExcluir
  35. Nossa, cada vez que eu vejo um post seu com entrevista eu fico com mais vontade de viajar e fazer intercambio!

    http://florescerepalavrear.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  36. Você quem, Lucas? A Andrea com certeza pode, hahaha, mas eu ainda teria que ir morar lá fora pra falar com propriedade. :P

    :*

    ResponderExcluir
  37. Nem me fala, Andy! Hahaha. Espero que tu possa fazer um intercâmbio em breve. ^^

    :*

    ResponderExcluir
  38. Fico feliz que tu tenha gostado, Abraão. E sim, eu tento comentar algo produtivo! Não sei se consigo fazer isso sempre, hahaha, mas já que me disponho a fazer, que seja bem feito, né?

    :*

    ResponderExcluir
  39. Ai, João, se eu tivesse grana, faria intercâmbio em qualquer lugar, viu? Aliás, passaria a vida viajando. :P

    :*

    ResponderExcluir
  40. Conheço um monte de gente que tem vontade de conhecer o Reino Unido só por causa de Doctor Who também, KGeo! Hahaha. =)

    :*

    ResponderExcluir
  41. Acho que vale a pena conhecer a maioria dos países do mundo, viu, Marco. Não sou muito criteriosa nesse sentido.

    :*

    ResponderExcluir
  42. Acho que quase todo mundo que visita o blog fica, Samyle! Haha. =)

    :*

    ResponderExcluir
  43. Olá, estou indo pra londres no dia 3/8 e estou super animada e ao mesmo tempo com uma pontinha de medo. Vou passar 6 meses por lá, gostaria de saber qto vc gostou pro dia pra comer + transporte.. estou naquela fase de fazer as contas e tentar aproveitar o máximo que conseguir sem ficar zerada de dinheiro..vc pode me dar alguma dica..bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a Andrea pode te responder com maior propriedade, Paula, mas acho que se tu vai ficar tanto tempo assim e que dar uma economizada no dinheiro, o lance é comprar coisinhas no supermercado e meter a cara na cozinha. ^^ Já sobre transportes eu não sei muito. Mas suponho que o Oyster dê uma compensada!

      Beijos.

      Excluir