Intercâmbio no Canadá: a experiência do Lucas

27 janeiro 2013


Todo mundo já percebeu que fim de mês significa intercâmbio aqui no blog, certo? E pela segunda vez, vamos saber mais sobre como é viver essa experiência lá no Canadá. Quem vai contar pra gente é o Lucas Amariz, que tem 16 anos e é de Petrolina, Pernambuco. Ele tem um blog inteiramente dedicado ao tempo em que esteve fora, mas também pode ser encontrado no Twitter, no Facebook, no Tumblr e no Ask.fm.

Agora que estamos de layout novo, ficou muito mais fácil bater papo e tirar todas as dúvidas de vocês através da caixa de comentários, então abusem da boa vontade do Lucas! E claro, não deixem de dar uma olhada no blog dele, porque é bem provável que muitas das respostas possam ser encontradas por lá. Já os intercambistas de plantão que também estiverem a fim aparecer aqui contando um pouco mais de suas vidas no exterior podem entrar em contato comigo. Vai ser uma honra publicar os relatos de vocês!


Por que o Canadá?

Confesso que eu nunca tive a mínima curiosidade de conhecer o Canadá. Eu já li alguns diários de intercâmbio e eu achava o país muito lindo, belas paisagens. Mas eu sempre quis fazer intercâmbio para a Inglaterra ou para os Estados Unidos. Eu tentei ir para Inglaterra e meu intercâmbio só virou realidade graças a um programa lançado pelo governo de Pernambuco. A Inglaterra estava na lista dos países até o programa ser lançado, mas antes de sair o resultado ela saiu da oferta de vagas para as escolas, por serem bem limitadas. Aí eu fui selecionado para ir para os Estados Unidos, mas, graças o valor da minha nota do slep test, fui mudado para o Canadá. Tem belas paisagens aqui, então não me arrrependo de estar aqui. É uma cultura bem diferente da do Brasil e com muitas coisas notáveis. Sem contar que os canadenses são bem mais simpáticos que os americanos. Só existe um probleminha: o valor do dólar e as taxas cobradas em tudo, os 15%. Ser amigo deles mesmo é muito difícil também.



Como foram os preparativos para o intercâmbio?

Foi um caos. Como não foi um intercâmbio privado ainda teve aquela loucura toda para sair a lista de quem iria viajar. Depois teve a escolha das agências que resolveriam tudo, o que começou muito tarde, na minha opinião. No final de maio estava eu e meus pais naquela loucura de resolver documentação, autenticação, ir no médico, entre outras coisas. Mas nós estávamos bastante preparados para tudo, deu tudo certo. Minha mãe já tinha deixado tudo bem organizado. Foi a minha primeira viagem internacional, eu não tinha passaporte e ainda tinha aquilo de marcar horário na Polícia Federal e ir lá com tudo direitinho, tirar a foto, fazer os carimbos com os dedos. Também teve aquele momento de responder o Application Form. É uma delícia responder tudo aquilo e dá uma felicidade maior quando você termina e entrega tudo para a sua agência e fica esperando notícias. Mas quando se está naquele momento de esperar notícias sobre quem vai ser a sua host family é uma demora sem fim, sem contar que um mês antes da sua host family chegar mesmo você recebe uma resposta da sua organização dizendo que você foi aceito. Aí depois um tempo depois sua família chega. A minha chegou três dias antes do meu embarque. E sobre o visto como o consulado do Canadá, só tem em São Paulo, então a minha agência me enviou os papéis para eu e meus pais assinarmos e uma folha para eu responder sobre o visto de estudante. Foi bastante calmo e claro. É bem mais prazeroso sabendo que depois vem todo o conforto. A minha host family chegou na quinta a tarde e eu embarque foi no domingo.


Como é a sua vida de intercambista? As melhores partes e as nem tão agradáveis assim?

Eu gosto, mesmo sendo uma vida bem rotineira. Eu caí em um vilarejo (bem longe de foco urbano, ou melhor, fica entre duas cidades que possuem tudo, uma não muito grande e a outra um pouco maior), então como é um lugar pequeno que só tem as casas, a escola e supermercados, não tem muito para fazer todos os dias. Vivo de rotina, saio mais nos finais de semana para conhecer novas cidades. Eu lembro que quando cheguei aqui e vi que seria um pouco do que eu pensava que seria eu fiquei horas pensando sobre, mas eu levei na maior tranquilidade depois, porque eu só tinha a ganhar com isso. Minha vida de intercambista começou maravilhosamente bem, estava tudo mais do certo no começo, a família que eu estava e tudo mais. Mas eu não estou mais com eles, tive que mudar por conta de problemas pessoais com meu hostfather. Não, eu não fiz nada de errado e eles sempre serão a única host family que eu vou ter, mas estou em uma nova casa. Dessa vez eles não me escolheram, meio que a coordenadora precisava de um lugar para eu ficar e eles me aceitaram, então eu sempre vou preferir a minha outra família. É bem difícil falar sobre isso de melhores partes e nem tão agradáveis, mas uma boa parte é começar mais um dia com o pé direto já pensando em inglês, ouvindo um "good morning" e saber que você está conseguindo levar essa vida sem muitos problemas, conseguindo viver normal, sem sentir muita saudade de casa, conseguindo entender tudo. Eu adoro ir à escola aqui. Falar em inglês e saber que as pessoas estão entendendo e você também, porque nisso de pronúncia eu nunca fui bom. Sempre soube mais de gramática e quando cheguei aqui o meu inglês era o básico do básico, então é muito gratificante saber que você está aprendendo inglês. Faz seu intercâmbio valer a pena. E partes nem tão agradáveis eu não tenho, não tive qualquer problema tão grande que eu não conseguisse resolver. Eu acho que posso dizer que uma coisa não muito legal são as atividades de casa. Só elas deixam meu dia um pouco ruim, eles realmente passam muita coisa, então faz minha rotina ficar mais agitada.


Como é lidar com o inglês? E com o francês?

Lidar com o inglês é normal. Confesso que nos primeiros dias aqui eu me sentia bastante cansado. Tinha muita dor de cabeça. Sabe quando você dorme bastante e acorda muito tarde? Geralmente você não vai conseguir dormir cedo, e era diferente, eu cansava muito fácil e só fazia pequenas coisas. Depois que as aulas começaram era sempre a mesma coisa, acordar às 8:00, me organizar, ir para escola, voltar às 03:20, conversar com meus host parents, rir bastante, fazer os deveres de casa e alternar computador e televisão. Não era um dia muito grande. Com o tempo eu passei a sair para fazer caminhada, para fotografar. E aí o cansaço foi indo, acho que não durou nem uma semana toda. Me acostumei fácil até, com o tempo tudo que eu aprendi de inglês foi para o seu devido lugar. Estou agora no segundo mês de intercâmbio e posso afirmar que estou seguro na língua. Não sou perfeito nela porque não sou um canadense e erro como qualquer ser humano. Mas até eles erram, nós erramos também no português, então é normal. Sério, é muito bom acordar e saber que a primeira coisa que você escuta é um "good morning", porque você já começa seu dia pensando em inglês. Essa é a melhor experiência da minha vida até agora. Sobre o fracês, quando vim pra essa casa eu mudei de cidade também, vim para uma zona francesa e eles falam as duas línguas, então eu ouço eles falando bastante o francês. Eu aprendi algumas palavras, até, apenas ouvindo eles pronunciando. Na casa que estou agora tem um cara morando conosco e ele é universitário. Sua primeira língua é o francês e sempre vejo ele falando com a família dele pelo Skype em francês. Meu host father fala francês perfeitamente bem, também. É uma grande experiência ter esses dois contatos. Consigo pronunciar várias palavras em francês, mas não faço a mínima ideia de como escrevê-las.


Quais são os lugares imperdíveis a serem visitados em Nova Scotia, na sua opinião?

Eu já conheci várias cidades e ainda quero conhecer mais. Há muita coisa para aprender sobre essa província. Mas lugares que são bons de visitar e que eu já visitei e achei as coisas mais lindas foram Yarmouth e Halifax. Quando estive em Halifax eu me sentia em NY sem nunca ter ido a NY. É um lindo lugar. Tem outros lugares maravilhosos que conheci apenas por imagens, como Bridgetwater, Lunembourg. Venham conhecer esse paraíso e saibam mais lendo o meu blog, não vão se arrepender!

18 comentários

  1. Legal, o Canadá deve ser muito bom mesmo, mais ainda prefiro a Inglaterra hehehe

    www.caiquemedeiros.com

    ResponderExcluir
  2. Deve ser interessante a experiencia de ir para um lugar onde voce nao aprende somente uma lingua, mas duas! Eu com certeza gostaria de viver algo do tipo :D Eu tive um amigo que ja fez intercambio no Canada e ele disse que uma das coisas marcantes era o frio fora de escala que faz por la, temperaturas chegando a -35°c e etc o.O

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Sissa, agora que tu comentou, talvez fosse legal pra mim um dia fazer um intercâmbio do tipo, já que o francês será meio que minha terceira língua. xD

      Lembra do professor Emerson? Então, antes do semestre em que ele me deu Metodologia de TCC ele foi pro Canadá e a coisa que ele mais comentava eram sobre os -30 graus que pegou lá, HAHAHA. XD

      :*

      Excluir
    2. Olá, estamos curtindo a sua página no facebook com nossos perfis pessoais e o da nossa página e seguindo o blog tbm e já divulgamos para alguns amigos, vc poderia curtir a nossa página e blog tbm e divulgá-los? Temos um sonho em comum, porém o nosso é ir para Paris haha, se puder ajudar, obrigada.
      Facebook: https://www.facebook.com/menteamil

      Ass: Gessyca e Gláucia

      Excluir
    3. Opa, vou curtir a página de vocês sim, gurias! E espero que consigam realizar o sonho de conhecer Paris. ^^

      :*

      Excluir
  3. Eu simplesmente adorei ser entrevistado por você. Muito obrigado mesmo! :)
    E sobre os -30, eu nunca pequei aqui, meu máximo foi uns -21 mas não na cidade que estou e sim nas outras que visito :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que tu gostou, Lucas! E eu que agradeço por tu ter se candidatado. <3

      :*

      Excluir
  4. Nem todo mundo tem a oportunidade de fazer um intercâmbio, acho que Lucas aproveitou bastante :) Bjinhos

    ResponderExcluir
  5. Nossa deve ser tudo fazer um intercâmbio. Meu sonho!

    ResponderExcluir
  6. Muito legal o post, exclareceu várias duvidas.. eu também queria muito fazer intercambio, e quem sabe um dia eu até faça, conheço várias pessoas que fizeram intercâmbio no Canadá e amaram, beijos
    http://garotaamericana1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tu também que fazer intercâmbio pra lá? Espero que isso aconteça em breve. :D

      Excluir
  7. Te indiquei para o Meme Selinho de indicação!
    Confira: linhas-embranco.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito do relato do Lucas. Amei o blog. Nunca entendi muito os blogs, além das historias maravilhosas que estou lendo, estou me deliciando com esse universo novo para mim. Sucesso. Vou continuar lendo os posta. Rs bjo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Manda! Bem-vinda ao mundo dos blogs e ao meu blog também, haha. Espero que tu realmente continue visitando meu cantinho, viu? ^^

      :*

      Excluir