Viagem dos sonhos: a história da Débora

29 março 2013


Existem aquelas coisas que, na nossa cabeça, são distantes demais pra nos permitirmos ter sequer esperança. Se você me falasse, um ou dois anos atrás, que em janeiro de 2013 eu iria pra Londres, sozinha, com 16 anos e por conta própria, conseguindo pagar metade da viagem (a viagem inteira saiu por R$6700,00!), eu diria que você é completamente louco. Mas nada que força de vontade e um pouquinho de esforço não tornem possíveis.

Esse ano eu realizei o sonho da minha vida: fui pra Londres. Menor de idade, sem qualquer pacote turístico ou pessoas para me ajudar, fui com cara e coragem. 16 dias. Os melhores de toda a minha vida. Passei meu aniversário de 17 anos lá (nesse dia os meus dois amigos que já tinha feito intercâmbio aqui em Brasília saíram comigo e foi maravilhoso!), mas tirando o dia em que cheguei e as noites que passei conversando com um charmoso londrino, eu fiquei sozinha o tempo todo. E quer saber? Foi maravilhoso.

Quando você se depara com o Big Bem num dia ensolarado em pleno inverno, nada mais importa. Quando você chega à Tower of London (sinceramente, não sei porque as pessoas não falam mais desse lugar. Foi de longe o meu lugar favorito. A história de lá é incrível) você nem se preocupa em estar sozinha. Aliás, você sente um orgulho desmedido. Cada vez que eu falava com um londrino, ou francês, ou sabe-se-lá qual mais nacionalidade, e que eles descobriam que eu era menor de idade e elogiavam, eu me sentia o máximo por ter chegado tão longe sozinha.

Passar uma tarde de domingo na St. Paul’s Cathedral (maravilhosa, amei, amazing), passar um sábado ensolarado com um londrino na feira de Southbank (quase ninguém sabe da existência do lugar. É uma feirinha que acontece todos os sábados, no distrito de Southbank, que fica atrás do London Eye, e é um lugar mais frequentado pelos próprios londrinos. Eu adorei. Tem comida do mundo inteiro), ir até o Hyde Park e ter a idéia (completamente estúpida) de atravessar o parque pra chegar ao Kensington Garden e quase congelar... São coisas que eu jamais vou esquecer.

Londres é incrível de tantas maneiras que eu jamais conseguiria traduzir só nesse texto. O sotaque, as comidas, as pessoas, as ruas... É tudo tão mágico. Te dá uma sensação de pertencimento tão grande! A única coisa que não gostei foi a minha passagem por Paris (sério, odiei a cidade. No meu blog vocês encontram o porquê), mas fora isso eu só fico relembrando tudo, e a viagem só serviu pra ter certeza: sim, eu quero morar em Londres. London, London, a cidade supostamente cheia de pessoas frias (mas de frio mesmo, só o clima!) e que me conquistou.

Tenho um milhão de dicas pra dar, um milhão de lugares pra recomendar, mas uma viagem que eu esperei a vida inteira pra fazer não dá pra ser traduzida em um texto. Só digo algo: todo mundo deveria ir à Londres uma vez na vida (e digo isso morrendo de ciúmes).




Débora Luna tem 17 anos, mora em Brasília e deve começar a faculdade de Relações Internacionais em breve. Vocês podem encontra-la no Facebook, no Twitter, no blog em que publica textos de autoria própria e também no blog em que fala sobre a viagem que fez a Londres. Quer sua história publicada aqui também? Basta entrar em contato para mais informações. A intenção é postar pelo menos um relato a cada mês.

10 comentários

  1. Ai que incrível! Deve ser tudo MUITO incrível mesmo, o relato ficou parecendo história de filme! Só quero MUITO entender porquê odiou Paris ): hehehe beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que ela explica melhor a impressão sobre Paris no blog dela. ^^

      Excluir
  2. Que legaaaaaaal, meu Deus, deve ser sido maravilhoso! ♥

    Beijos da Ana.
    www.apenasana.com

    ResponderExcluir
  3. Nooooossa, que soooonho!
    Beijinhos;*
    http://assinaturadeestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Realmente! Melhor ainda é saber os detalhes de como tudo aconteceu por lá. Me senti em Londres *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero poder transmitir a mesma sensação quando relatar meus dias por lá, viu, Nathália. XD

      :*

      Excluir
  5. onde eu posso achar o blog dela?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os endereços dos dois blogs dela estão ali no fim do post. :)

      Excluir