The Tudors

16 setembro 2014


Quem acompanha o blog sabe da nossa loucura pela família Tudor, então nada mais justo do que resenhar a série mais famosa já feita sobre eles, não é mesmo? Criada por Michael Hirst, The Tudors foi transmitida pelo canal Showtime nos Estados Unidos e no Brasil pelo falecido People & Arts. Ela teve quatro temporadas e contou a história do Rei Henrique VIII entre os anos de 1491 e 1547.

Apesar do nome, a série não é focada em toda a dinastia, mas sim em Henrique, interpretado por Jonathan Rhys Meyers, e sua trajetória política e romântica. Somos introduzidos já na decadência do casamento de Henrique com a Rainha Catarina de Aragão (Maria Doyle Kennedy) e o despertar de seu interesse por Ana Bolena, trazida à vida pela incrível Natalie Dormer.

É uma série que tem uma grande variedade de personagens – você vai se perder em meio a tantos Thomas -, acompanha várias sub-histórias e agrada vários gostos. Tem romance, sexo, religião, política, figurinos maravilhosos e historicamente acurados (cof cof, tome nota, Reign, cof cof), além de atuações ótimas. Tem seus defeitos, é claro: diversos erros históricos, como a completa zoeira que foi feita com a história das irmãs de Henrique, que influenciaria bastante se a série continuasse após a morte dele. Mas a gente releva.

Um dia, quem sabe, realizo meu sonho de ver uma série que conte a história de toda a dinastia Tudor, desde a tomada da coroa por Henrique VII até a morte da Rainha Elizabeth I, passando por Henrique e suas seis esposas, pela Rainha Jane dos nove dias, pela Bloody Mary e as tretas com Mary, Rainha dos Escoceses. Mas enquanto isso não é possível, The Tudors é uma boa pedida pra quem gosta de história e da Natalie Dormer.

Quem quiser dar uma olhada no visual da série, aí vai um trailer:

0 comentários

Postar um comentário