O Regent's Park e a British Library

10 outubro 2014


Depois de um dia inteiro de andanças por Paris, estávamos simplesmente acabadas. Por isso, decidimos ter alguns momentos tranquilos quando voltamos a Londres. Passamos no Tesco próximo ao nosso hostel, compramos algumas frutas e fomos ao Regent’s Park, que ficava bem pertinho de onde estávamos hospedadas.



O Regent’s Park é um dos chamados “parques reais”, o que significa que ele costumava pertencer à monarquia britânica e servia como espaço de lazer da família real. Hoje, ele ainda pertence à coroa e o público não tem qualquer direito legal em relação ao seu uso, mas ele é mantido aberto e qualquer um pode visitar. Ainda bem, né?



O parque é bem grandinho, mas não nos preocupamos em ficar explorando cada centímetro dele. Preferimos sentar na grama, comer coisinhas gostosas e apreciar o dia bonito. Enquanto lagarteávamos por lá, um esquilo chegou a se aproximar da gente! Também tiramos uma ou outra foto, mas a preguiça falou mais alto e não demos grande importância a isso.



No caminho de volta para o hostel, aproveitamos para passar na British Library, que é nada menos que a maior biblioteca do Reino Unido e uma das maiores do planeta. Com mais de 170 milhões de peças, ela é famosa pelos trabalhos significativos, raros e de valor inestimável. Ou seja, prato cheio para quem gosta de literatura e de história.

Na minha opinião, a Sir John Ritblat Gallery é absolutamente imperdível para quem vai a Londres. É ela quem concentra as principais peças da British Library: por lá, dá para ver cartas escritas por reis e por outras personalidades, conferir originais de alguns dos principais clássicos da literatura inglesa, conhecer melhor a história da Magna Carta e ver algumas peças relacionadas aos Beatles.

Apesar desse meu relato super simples, esse foi um dos dias mais gostosos da nossa viagem. Ter tempo para apreciar cada item de um roteiro é um luxo, eu sei, mas é um grande fator a ser considerado em um planejamento. Se algum dia vocês tiverem a oportunidade de conhecer Londres, não tenham pressa. A cidade tem muita coisa a oferecer e vocês vão se apaixonar perdidamente por ela.

0 comentários

Postar um comentário