Uma visita ao Imperial War Museum

17 outubro 2014


Acho que o Museu Imperial da Guerra foi uma das grandes decepções da viagem para mim. Não que ele seja ruim ou qualquer coisa do tipo. É só que eu esperava muito mais, sabem? Vimos um bocado de coisas legais por lá, mas não sei se ele entraria no meu roteiro se eu fosse a Londres outra vez ou tivesse pouco tempo para passear pela cidade.

Fundado em 1917, o museu foi criado para reunir peças e contar a história do Império Britânico na Primeira Guerra Mundial. Com o passar do tempo, ele cresceu e passou a tratar de outros conflitos que envolveram o Reino Unido ou a comunidade de nações que pertenciam ao Império Britânico (mais conhecida como Commonwealth) no século XX.





Quando a gente chega no museu, duas coisas chamam a atenção: o jardim maravilhoso ao redor dele e um fragmento do Muro de Berlim. Eu não sabia que a Inglaterra tinha ficado com um pedacinho dele e pirei muito quando vi! Logo veio aquela vontade de conhecer a Alemanha e uma tristeza por ter pouco dinheiro para fazer todas as viagens que eu quero.

No último andar do museu, há uma exposição gigantesca de medalhas de guerra. Particularmente, achei essa parte bem maçante e não recomendaria a visita. Acho que só vale a pena mesmo se você for muito viciado em histórias de guerras e tiver certo interesse por objetos ligados a elas. Caso contrário, é um baita desperdício de tempo.




O que realmente me chamou a atenção mesmo por lá foram as exposições ligadas à Segunda Guerra Mundial. Na época em que eu fui, tinham duas: uma que mostrava o cotidiano de uma família inglesa durante o conflito e outra sobre as experiências que os nazistas faziam com as pessoas que eles prendiam nos campos de concentração.

A segunda exposição, em particular, era muito tocante. Como vocês podem ver pelas fotos, o museu tem vários objetos da época, inclusive os famosos pijamas listrados usados pelos prisioneiros dos campos de concentração (e que não podiam ser fotografados, hehe). No final da mostra, era possível sentar e conferir depoimentos dos sobreviventes.

Se você curte história, tire um tempinho para visitar o Museu Imperial da Guerra. Ele não é grande, dá para ver tudo o que há de bom por lá em pouco mais de uma manhã. Só não vá cheio de expectativas como eu fui. Provavelmente, existem muitos outros museus dedicados à Segunda Guerra Mundial bem mais interessantes por aí.

2 comentários

  1. Ler seu blog me dá uma vontade gigantesca de ir correndo conhecer Londres, sabia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn! <3

      Escrever sobre Londres me dá muito vontade de voltar. :~

      Excluir