Como se virar no metrô de Londres

12 novembro 2014


Certamente, a forma mais barata e rápida de se locomover por Londres é de metrô. Mas para quem não tem experiência com este meio de transporte pode ser meio confuso. Por isso, separei algumas dicas para quem está indo pra lá e vai se arriscar a dar umas voltinhas no “tube”.

Oyster Card

O Oyster é o cartão-passe do metrô. Ele também funciona nos ônibus e nas linhas de trem convencionais. Você pode comprá-lo e carregá-lo nas estações, mas não sei se é possível fazer isso em todas. Nós compramos na estação King’s Cross, que é a maior da cidade, mas creio que dê para fazer nas estações menores.

Mapa

Tenha sempre um mapa em mãos. Ele vai apontar a estação mais próxima, quais linhas passam nela e para onde essas linhas levam. Assim que você aprender a ler o mapa, não tem mais erro. A cidade é sua!

Linhas

As linhas do metrô de Londres têm nome e cores diferentes, o que ajuda bastante na hora de se localizar. Saiba qual linha fica mais próxima da sua estadia e se ela leva para os locais que você quer visitar ou se você terá que fazer baldeações.

Zonas

Londres é uma cidade metropolitana muito grande, por isso ela é separada em algumas zonas com tarifas diferentes. No, geral todas os pontos turísticos mais relevantes ficam dentro das zonas 1 e 2, que são as mais baratas, então nem se estresse na hora de comprar o seu Oyster. Só tenha em mente que caso você vá aos subúrbios e/ou arredores da cidade, você vai ter que pagar um preço diferenciado.

Baldeações

Muitas vezes, você vai ter que fazer uma baldeação para chegar onde quer, ou seja, trocar de linha em alguma estação. Quando tiver que fazer isso, preste muita atenção em qual estação você tem que descer. Quando já estiver na estação, cuide com a entrada para a plataforma que você pega, pois cada uma leva para uma direção. Geralmente, tem uma placa na entrada para o metrô indicando a rota do trem.

Escadas

Os londrinos são peculiarmente organizados, inclusive na hora de subir e descer escadas. Se forem escadas normais, normalmente se sobe pelo lado direito. Se forem escadas rolantes e você quiser ficar parado, fique encostado ao lado direito e deixe as pessoas que querem subir irem pelo lado esquerdo. Não atravanque o caminho. A mesma coisa vale pelos corredores das estações: perceba o fluxo de pessoas indo e vindo.

Mind the Gap

Isso você nunca mais irá esquecer. Entre a plataforma e o trem existe um pequeno vão e se você não cuidar, pode acabar prendendo o pé. Mas não se preocupe, os trens sempre irão lhe lembrar de cuidar com o vão!

E aí, preparados pra encarar o underground? Comentem!

14 comentários

  1. Adorei as dicas :)
    Um site que me ajudou MUITO wuando fui pra londres (além daqui claro ) foi Londres para principiantes.. Mt bom e vale lembrar q o site do Underground pode ser usado para saber qual a rota vc vai precisar fazer.. Muito útil e fácil!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah sim, o próprio site do sistema de transporte de Londres é ótimo pra se guiar, mas quando a gente tá na rua sem internet um mapa tem que dar pro gasto mesmo. Hehehehe.

      Excluir
  2. O post que eu precisava ! Eu posso comprar o cartão na estação mesmo ?
    Eu moro em São paulo , e acho que funciona que nem aqui então , me perder é possivel , mas mesmo assim é meio dificil ! Adorei bastante o post <3 Ainda estou esperando o post ''geral'' que eu pedi pra Mylla fazer por que preciso saber , também , como funciona as entradas para as atrações e uma série de outras coisas !
    Um Beijo Carolina , ótimo Post !
    Até a vista .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maary, pelo que pude perceber é na estação mesmo, você vai no guichê e vão te oferecer vários tipos de passe, então você escolhe o que for melhor para o tempo da sua viagem. É bem tranquilo de se locomover, se perder é sempre possível, mas é bem fácil de se achar também, hehehe.
      Vou lembrar a Mylla do post geral!
      Beijos, obrigada!!!

      Excluir
    2. O que tu gostaria de saber sobre os ingressos das atrações, Mary? Compramos todos nos próprios locais e usamos nossas carteirinhas de estudante, acho que não tem muito mistério. :)

      Excluir
    3. Entendi Mylla .É que eu vi na internet alguns pacotes fechados que incluem passeios , dai eu queria saber se foi assim que vocês fizeram .. Eu gostaria de saber também a faixa de preço , e se tem algum sie na Internet que eu posso consultar ...
      Beijos !

      Excluir
    4. A gente chegou a dar uma olhada no LondonPass antes de viajar, mas várias coisas que queríamos ver não faziam parte dele, aí não compramos. A maioria das atrações custa entre 10 e 15 libras, dá pra consultar tudo tudo certinho no site de cada uma. :)

      Excluir
    5. Muito Obrigada suas Lindas <3 Ajudou muito ! Beijão

      Excluir
    6. De nada, estamos aqui pra isso! Beijos!

      Excluir
  3. Que post T-U-D-O. O dia que eu for pra Londres vou lembrar desse post heheheheh só falta esse dia chegar :///

    Beijooos <3
    www.keithpappen.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espera que chega sim, hehehe. Quem bom que gostou do post e que foi útil, fico feliz!
      Beijos!

      Excluir
  4. Quando morava em Lisboa, acho que o meu maior companheiro foi o metro (sim, lá eles falam metro, rs.) Quase todo lugar que eu precisava ir, tinha uma linha do metro por perto. E as próprias estações subterrâneas eram lindas.
    Uma vez cheguei a fazer todo o trajeto, de uma ponta da linha a outra e trocando. Meio "forever alone", mas eu sentia uma tranquilidade no passeio e era ótimo para ler livros. ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Metrô é uma mão na roda, quando eu estava em NYC era uma maravilha. Como eu queria que tivesse em Floripa e em Porto Alegre também :c

      Excluir