Resenha: Marvel's Agent Carter

04 fevereiro 2015

Imagem: Reprodução

Se você gosta do universo cinemático da Marvel e está gostando de Agents of S.H.I.E.L.D., Agent Carter deve entrar na sua lista de séries para assistir. Baseada na história da personagem criada por Stan Lee e Jack Kirby, Hayley Atwell traz à vida uma das fundadoras da Agência S.H.I.E.L.D., super presente no universo Marvel.

Com um clima noir de investigação e espionagem, a série se passa nos Estados Unidos após Segunda Guerra Mundial. Podemos ver os homens voltando, reassumindo seus empregos e as mulheres perdendo cada vez mais espaço no ambiente de trabalho. Peggy Carter, uma vez braço direito do Capitão América, agora se limita a atender o telefone e a fazer os pedidos de almoço dos colegas de trabalho.

A coisa começa a mudar de figura quando certos itens perigosos são roubados do cofre do antigo amigo dela, Howard Stark, e colocados à venda no mercado negro. Com Howard (Dominic Cooper) acusado de traição, Peggy e Edwin Jarvis (James D’Arcy) irão se arriscar para recuperar as invenções perigosas e limpar o nome do pai do Homem de Ferro. Tudo isso sem levantar suspeitas de que Peggy seja mais do que uma secretária com um posto de agente.

Essa série é muito dinâmica e consegue explorar bem o universo dos quadrinhos, trazendo à tona a organização Leviathan e dando indícios de que vai explorar a origem do Programa Viúva Negra com a estranhíssima personagem Dottie Underwood (Bridget Regan). Outros destaques são os personagens Angie Martinelli (Lyndsy Fonseca), a única amiga de Peggy que não está envolvida nos problemas. Daniel Sousa (Enver Gjokaj), o único colega que trata ela com respeito; e Jack Thompson (Chad Michael Murray) e Roger Dooley (Shea Wigham) como os chefes de Peggy.

Até agora saíram apenas cinco episódios. A série foi criada para preencher a mid-season de Agents of S.H.I.E.L.D. e contar um pouco mais sobre a criação da agência, mas já me prendeu de uma forma incrível. Os atores são ótimos, o clima é muito legal e não dá pra não torcer para a Peggy quebrar a cara de todos os homens que ficam inferiorizando ela. É uma boa pedida tanto pra quem é fã de quadrinhos quanto pra quem curte histórias de espionagem e investigação, com o plus de uma personagem principal feminina!

Fica aí um sneak peek pra quem ficou curioso:

0 comentários

Postar um comentário