Um dia de sol em Curitiba

05 outubro 2015


Viajo até Joinville a cada quinze dias para ficar com o namorado e a família dele. A cidade está praticamente na metade do caminho entre Florianópolis e Curitiba, mas apesar disso, nunca tinha saído de lá para visitar a capital do nosso vizinho Paraná. Bem, isso mudou há algumas semanas e é claro que eu registrei tudo para dividir com vocês!

Na última vez em que estive em Joinville, os pais do namorado tinham um casamento para ir em uma cidade próxima a Curitiba. Quando eu soube disso, não pensei duas vezes: convenci a galera a me dar uma carona até o lar da Prefs. Então, em uma bela manhã de domingo (bonita mesmo, daquelas fresquinhas e ensolaradas, sabem?), lá fomos nós.




Nossa primeira parada em Curitiba foi o Jardim Botânico. Projetado em estilo francês, o espaço foi inaugurado em 1991 e não demorou a se tornar um dos pontos turísticos mais icônicos da cidade. Afinal, quem nunca viu aquela estufa maravilhosa inspirada na art nouveau alguma vez na vida e sentiu uma baita vontade de conhecer, não é mesmo?

Outros pontos também se destacam no Jardim Botânico, como o Espaço Cultural Frans Krajcberg (que estava vazio, se não estou enganada), o Museu Botânico de Curitiba e o Jardim das Sensações. Em resumo, o lugar é lindo e realmente convida a apreciar a natureza. Fiquei com vontade de me mudar para a cidade só para poder caminhar ali todos os dias! Hahaha.





Do Jardim Botânico, pegamos um táxi e fomos almoçar no New York Cafe, restaurante que eu namorava pela internet há muito tempo. Sério, já tinha visto vários moradores de Curitiba falando bem dele e morria de vontade de conhecer. E vou me juntar ao coro, viu? Vale muito a pena comer alguma coisinha por lá, nem que seja para conferir!

Além da decoração incrível, os sanduíches são sensacionais e as sobremesas fazem qualquer um sair da dieta. Para completar, o atendimento é excelente e os preços são bem justos, especialmente se consideramos que o cardápio segue uma linha gourmet. Quero voltar para experimentar outras coisinhas, com toda a certeza!



Depois do almoço, pegamos outro táxi e fomos até a famosa Ópera de Arame. Construído em 1992, o espaço foi pensado especialmente para receber eventos e acabou virando outra grande atração turística. No entanto, não há muita coisa para ver ou fazer por lá, a não ser que você goste muito (mas muito mesmo!) de observar carpas.






Por fim, visitamos o Parque Tanguá. Fundado em 1996, ele foi construído onde costumavam existir duas pedreiras, atualmente desativadas e perfeitamente visíveis. Outro lugar maravilhoso (e enorme!) para curtir uma tarde de sol, fazer aquela caminhada esperta e tirar fotos bonitas. Inclusive, tinha um bocado de grávidas fazendo ensaios por lá, hahaha.

Bom, essa foi a minha (segunda) passagem rápida por Curitiba. Eu sei, as desculpas estão acabando e está mais do que na hora de tirar uma quantidade minimamente razoável de dias para conhecer a cidade. Então, contribuam com essa ideia: que outros lugares devo visitar na próxima vez em que for até lá? Comentem aí, galera!

4 comentários

  1. Curitiba sempre esteve nos meus planos, mas... Moro tãaao longe, que só de imaginar a 'pequena' viagem de SP pra lá, já desisto da ideia :/
    Sempre achei que deve ser um lugar muito lindo e pelas fotos tenho certeza!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, não é tããão longe assim! Hahaha. <3

      Excluir
  2. Ai, Curitiba! Sério, sempre tive altas expectativas com Curitiba. Umas das minhas melhores amigas em Portugal é natural de lá e ela só falava coisas boas sobre a cidade. Aliás, coisas excelentes!

    Também namoro muito as postagens da Mel (Serendipity), que já é uma fofa e deixa a cidade com um aspecto mais adorável ainda. *---*

    Curitiba com certeza está no meu Top 3 de capitais para visitar em breve. Suas fotos ficaram tão lindas, estou suspirando aqui. ♥

    ResponderExcluir